Header Ads

Sucesso nos anos 1970, Village People proíbe Trump de tocar músicas do grupo em comícios


Sucesso nos anos 1970 e 1980, o Village People proibiu o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de continuar utilizando músicas do grupo em comícios e outros eventos públicos. De acordo com o portal Monet, o vocalista Victor Willis utilizou as redes sociais para anunciar o veto, após o político ameaçar, no Twitter, impor ordem para atirar em pessoas que participavam das manifestações antirracistas. 

“Se Trump ordenar que as forças armadas dos EUA atirem em seus próprios cidadãos (em solo dos EUA), os americanos vão se unir em um número tão alto fora da Casa Branca que ele poderá ser forçado a deixar o cargo antes da eleição. Não faça isso, senhor presidente! E peço que você não use mais nenhuma das minhas músicas em seus comícios, especialmente 'Y.M.C.A.' e 'Macho Man'. Desculpe, mas não posso mais virar o rosto para isso", escreveu o artista. 

Trump costuma utilizar as duas composições há alguns anos em eventos públicos. Dias atrás, por exemplo, as canções foram tocadas quando ele e o vice-presidente Mike Pence foram assistir o lançamento do foguete da SpaceX. Até então, Willis não via problema com o uso, já que não tinha um cunho específico. No entanto, a mudança de opinião aconteceu quando o presidente passou a incentivar a violência em declarações polêmicas no Twitter. 
Tecnologia do Blogger.